(61) 3346-2838 (61) 99301-9962 contato@drahelenamalnati.com.br
O que causa a OBESIDADE?

A obesidade é uma doença multifatorial.
Os hábitos de vida contemporânea, o consumo exagerado de alimentos de alto valor calórico, com pobre qualidade nutricional, transtornos de compulsão alimentar e sedentarismo são apenas uma fração dos motivos que levam à obesidade.
Outra causa é a herança genética.
Alterações nas funções das glândulas tireoide, suprarrenais e da região do hipotálamo também podem provocar a obesidade.

Agora vamos falar sobre cada uma das possíveis causas da obesidade: os MULTIFATORES

Vamos lá!

1) OBESIDADE E ESTILO DE VIDA
Não há outra forma para falar em prevenção à obesidade nos dias de hoje, senão através de uma reflexão sobre alimentação saudável e prática de atividades físicas.
A modernidade incita ao sedentarismo. As facilidades tecnológicas trazem consigo a tendência ao mínimo esforço. De outro lado, o estresse e o acúmulo de atividades levam à inevitável sensação de falta de tempo com agendas assoberbadas. Assim, tanto a alimentação adequada, quanto os exercícios físicos são facilmente deixados de lado.
Contudo, a partir da regularidade de novas atitudes é que se observam os benefícios de um estilo de vida mais saudável. E novas posturas, aos poucos, vão se estabelecendo como regra.
Os benefícios da atividade física regular e alimentação saudável vão além do emagrecimento: há redução da ansiedade e do estresse e prevenção de diversas doenças.
Persistência e disciplina são essenciais para essa mudança. Um estilo de vida ativo e saudável requer um esforço inicial para ser conquistado

2) OBESIDADE E GENÉTICA
Ter pais obesos faz com que os filhos tenham mais chances de obesidade porque, em alguns casos, transmitem os genes que causam essa doença.
Além disso, os pais podem ser obesos devido à hábitos de vida não saudáveis, como não praticar atividade física e não ter uma alimentação balanceada, fazendo com que os filhos cometam os mesmos erros que levam ao ganho de peso.
Os genes da obesidade podem exercer os seus efeitos alterando os gastos energéticos do organismo, o apetite ou a forma como o organismo processa os nutrientes.
Infelizmente a obesidade e a genética estão interligadas. Por isso, ter cuidados alimentares e hábitos saudáveis é essencial, só eles são capazes de garantir uma boa saúde a quem tem predisposição genética a obesidade.

3) OBESIDADE E HORMÔNIOS: TIREOIDE
A função da tireoide está intimamente ligada com o seu metabolismo – basicamente os hormônios tireoidianos regulam o consumo de calorias.
Uma tireoide saudável depende do bom funcionamento de outros mecanismos do corpo, incluindo os neurotransmissores, hormônios reprodutivos e glândulas suprarrenais.
Quando há hipotireoidismo, ou seja, baixa secreção desses hormônios, o metabolismo fica mais lento e isso gera uma maior propensão à obesidade.

4) OBESIDADE E HORMÔNIOS: LEPTINA E GRELINA
A obesidade é uma doença multifatorial, como já falamos anteriormente, fatores psicológicos, culturais, genéticos, comportamentais e fisiológicos são alguns desses fatores.
A LEPTINA é um hormônio produzido pelas células gordurosas do corpo. Ele trabalha para reduzir a fome e aumentar a energia gasta quando você está em repouso. É como se o cérebro não recebesse o sinal da leptina dizendo que a gordura do corpo está em um nível bom, então, ele manda sinais para que organismo sinta a necessidade de ingerir mais e mais calorias. Assim, o indivíduo que tem resistência à leptina, fica mais difícil controlar a fome e a saciedade.
Já a GRELINA é um hormônio produzido no estômago que trabalha com a indução do apetite e com o controle de balanço energético no corpo. A dica para que esse hormônio não te influencie de forma desequilibrada é comer as refeições sem pressa, mastigando bem a comida e levando o tempo necessário para que a leptina possa entrar em ação.

Por todos esses motivos, não podemos julgar o obeso como um preguiçoso ou desleixado. Devemos tratá-los de maneira individual levando em conta sua história e dar a chance de um tratamento que possa efetivamente melhorar sua saúde.

Dra. Helena Malnati – CRM-DF 15769

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica. Graduação em Medicina (UNB), Especialização em Cirurgia Geral, Cirurgia Geral Avançada e Videolaparoscopia.
WhatsApp WhatsApp